English | Português
Acção JM > 16,400 2,09 % 18-08-2017, 16:35 GMT+1

Análises

As análises aos produtos que comercializamos e a monitorização de boas práticas de higiene são prioridades para garantir padrões elevados de qualidade e segurança alimentar.

Para garantir a segurança alimentar dos produtos comercializados realizamos, para além das auditorias a instalações e equipamentos, análises laboratoriais a Perecíveis e produtos de Marca Própria.

Na Polónia, realizámos em 2016 mais de 14.600 análises a produtos de Marca Própria e Perecíveis, o que representou um aumento de cerca de 50% face ao ano anterior, justificado, acima de tudo, pelas análises de produtos de Marca Própria onde se incluíram mais parâmetros nutricionais e de rotulagem, e ao aumento dos controlos de contaminação (que incluem glúten ou lactose, entre outros) e de adulteração (como por exemplo para a identificação de organismos geneticamente modificados), em complementaridade aos testes químicos e microbiológicos realizados regularmente.

Em Portugal, conduzimos mais de 19.600 análises, uma subida de 9% face a 2015. Este aumento resulta essencialmente ao número de análises realizadas a produtos das Meal Solutions devido, entre outros, à necessidade de se realizarem validações a produtos no seguimento da alteração de processos, tais como o de arrefecimento das sopas e revisão de validades por alteração desse mesmo procedimento.

Na Colômbia, efectuaram-se 419 análises laboratoriais a produtos alimentares, um aumento de 41% face a 2015, acompanhando o crescimento do número de lojas, de fornecedores e de produtos comercializados.

Adicionalmente, realizaram-se análises a superfícies de trabalho, equipamentos e a manipuladores de produtos, com o objectivo de controlar os riscos microbiológicos:

  • Na Polónia, realizaram-se 172 análises microbiológicas, uma diminuição de 72% face ao ano transacto, devido à redução do número de lojas com serviço de corte e embalamento de carne. Durante 2016, iniciou-se o controlo dos riscos microbiológicos em máquinas de espremer laranja para sumo, assim como ao próprio sumo, projecto iniciado em 19 lojas;
  • No Pingo Doce, no Recheio e nos respectivos Centros de Distribuição efectuaram-se mais de 120 mil análises a superfícies de trabalho, a manipuladores de produtos Perecíveis e a produtos manipulados nas lojas, incluindo análises à água e ao ar. Este valor representa um aumento de 6% face a 2015;
  • Na Colômbia, o número deste tipo de análises ascendeu às 625 amostras recolhidas, o que traduz um decréscimo de 33% face a 2015. Esta variação deve-se ao facto de, em 2015, ter sido executado um diagnóstico suplementar a todas as superfícies de loja, um processo, por isso, desnecessário em 2016.