English | Português
Acção JM > 17,425 0,46 % 24-05-2017, 16:35 GMT+1

Atracção e Retenção

A atracção e retenção das pessoas são as nossas prioridades, através de práticas salariais equilibradas e competitivas assim como de políticas de desenvolvimento profissional que correspondam às suas expectativas.

Por forma a assegurar um ritmo de crescimento sustentado, temos apostado, em especial, na formação contínua das nossas pessoas independentemente da sua função ou geografia.

Ao nível dos managers, destacam-se programas de formação inovadores nas áreas de gestão, liderança e inovação, bem como protocolos com as melhores universidades do mundo para a formação dos nossos quadros de topo, visando um desempenho de excelência.

Em Portugal, a EFJM - Escola de Formação Jerónimo Martins assegura a formação a todos os colaboradores do Grupo, bem como a transmissão de conhecimento e de boas práticas internas.

Com o objectivo de qualificar operadores para as áreas de Perecíveis, foram operacionalizadas, pelas diferentes regiões do Pingo Doce, várias turmas dos cursos operador de Talho, operador de Padaria, operador de Charcutaria e Take-Away, operador de Peixaria e operador de Frutas e Vegetais.

Na Polónia, as Academias de Formação - Management Academy e Biedronka Management Academy têm vindo a desenvolver programas de formação dedicados à liderança, adequados aos níveis hierárquicos, habilitações e experiência dos participantes.

Na Colômbia, o ano de 2015 ficou marcado pela implementação de um modelo de formação on-the-job complementado com a colocação de televisões nas lojas para difusão de vídeos de conteúdo técnico dirigidos aos colaboradores recém-admitidos e aos colaboradores que iniciam novos desafios profissionais resultantes de promoções ou mobilidades internas, em especial para gerentes de loja e operadores.

Ainda na Colômbia, iniciou-se um programa designado "Trainer of Trainers" dirigido a um total de 279 colaboradores com funções de chefia e um programa de liderança dirigido a 70 colaboradores, incluindo todas as funções críticas das operações.

Em 2015, registaram-se 49.752 acções de formação, representando um volume de formação de 2.605.285 horas.