English | Português
Acção JM > 16,235 1,09 % 29-03-2017, 16:35 GMT+1

Governo da Sociedade

O Grupo Jerónimo Martins adopta as melhores práticas do mercado no seu modelo de Governo da Sociedade.

A Administração da Sociedade presta especial atenção às matérias relativas ao Governo das Sociedades, entende que a política do Grupo é consentânea com as melhores práticas do mercado e que o funcionamento do seu modelo de governo é o mais adequado aos interesses de todos os seus Stakeholders.


Modelo de Governo

Jerónimo Martins adoptou, em 2007, o chamado modelo de governo "anglo-saxónico", tendo os seguintes órgãos sociais: a Assembleia Geral, o Conselho de Administração, a Comissão de Auditoria, o Revisor Oficial de Contas e o Secretário da Sociedade, no que se entendeu ser uma evolução coerente do anterior modelo monista.

Este modelo de governo é depois completado e adaptado às necessidades da sociedade pela configuração da estrutura de organização interna escolhida pelo órgão de administração.

 

 

Organização Interna do Conselho de Administração

Administrador-Delegado e Comissões especializadas

Desde 2010, o Conselho de Administração de Jerónimo Martins optou por delegar a gestão corrente dos negócios sociais num Administrador-Delegado e constituir Comissões especializadas destinadas ao acompanhamento e supervisão de determinadas matérias. Assim, a actual estrutura do Conselho de Administração integra o Administrador-Delegado e a Comissão de Governo da Sociedade e de Responsabilidade Corporativa (CGSRC).

Direcção Executiva

Também em 2010 e com o objectivo de coadjuvar o Administrador-Delegado no desempenho das suas funções, o Conselho de Administração procedeu à criação da Direcção Executiva, um órgão composto por quadros superiores do Grupo e pelo próprio Administrador Delegado que o preside.


Outras Comissões

A Sociedade possui ainda uma Comissão de Vencimentos, eleita pela Assembleia Geral, uma Comissão de Ética e uma Comissão de Controlo Interno.